INCREASE – Intelligent Collections of Food Legumes Genetic Resources for European Agrofood Systems

Partilhe o Feijão: Uma Experiência de Ciência do Cidadão

Registo encerrado. Uma nova rodada será aberta no final de 2021.

A ciência não deve ser só feita pelos cientistas. Todos podem contribuir. A participação pública na investigação científica está a tornar-se cada vez mais crucial no aumento da compreensão por todos da ciência e dos seus benefícios para a sociedade. E mais importante ainda, esta participação contribui para o avanço da própria investigação... por isso, tem um papel essencial no projeto INCREASE. Neste projeto, estamos focados no feijão!

A Experiência de Ciência do Cidadão, que é uma das componentes do projeto, pretende reunir cidadãos voluntários que estejam interessados em contribuir e testar uma abordagem inovadora e descentralizada para assegurar a conservação, multiplicação e partilha de sementes para assegurar a agro-biodiversidade.

O único requisito é ter acesso a um campo, jardim, terraço ou varanda.

Com a ajuda do feijão, pode envolver-se no/a:

  • promoção da diversidade genética de leguminosas na Europa
  • disseminação do conhecimento científico acerca dos recursos genéticos e leguminosas na alimentação
  • desenvolvimento de metodologias e conhecimento entre cidadãos que podem ser aplicados a outros recursos genéticos agrícolas
  • estabelecimento e testagem duma abordagem descentralizada para a conservação, partilha e valorização de recursos genéticos

Qual o seu papel na experiência:

  • receber um envelope com um pequeno grupo de diferentes variedades de feijão
  • semear e crescer as sementes de feijão de acordo com as instruções fornecidas
  • cuidar dos feijões, recolher e registar informação acerca dos mesmos, através da utilização duma aplicação especialmente desenvolvida para o efeito
  • sugerir dicas e práticas melhoradas, por exemplo, através de texto, imagem e vídeos que possam ajudar os outros participantes, através da aplicação específica
  • recolher as sementes e
    • multiplicar as sementes nos anos seguintes (iremos distribuir as sementes apenas uma vez a cada cidadão, mas a iniciativa da Ciência do Cidadão será desenvolvida durante quatro anos). As sementes serão multiplicadas pelos cidadãos que deverão manter a iniciativa ativa para além dos cinco anos do projeto INCREASE
    • oferecer as sementes a outros cidadãos para perpetuar a partilha (utilizando um protocolo desenvolvido em conjunto com a FAO)
    • cozinhá-las e prová-las!
    • Enviar as suas receitas para serem incluídas no livro digital “Milhares de receitas tradicionais e inovadoras para cozinhar feijões” que ficará publicado no website do projeto INCREASE

Por que motivos deve participar?

1. Para contribuir para a recolha de informação através do/a:

  • determinação do potencial e da diversidade de mais de 1000 variedades locais de feijão, recolhidas originalmente de campos agrícolas
  • registo de características desenvolvidas pelas culturas, crescidas em locais com condições distintas, demonstrando a adaptabilidade das sementes a diferentes tipos de ambientes da Europa e desenvolvendo uma galeria de fotografias
  • identificação das suas preferências em relação à cor, forma e sabor dos feijões
  • listagem de receitas tradicionais e inovadoras para cozinhar e utilizar feijão
  • submissão de textos narrativos, com a descrição de tradições locais, factos históricos e também histórias originais relacionadas ou que envolvam o uso de feijão
  • utilização da sua variedade preferida de feijão para ser comparada com as dos outros participantes na iniciativa e ajudar a expandir as bases de dados sobre feijão

2. Para contribuir para o uso da informação fornecida através da:

  • exploração de uma quantidade enorme de recursos desenvolvidos com a ajuda de todos os participantes, para comparar diferentes variedades incluindo a informação de DNA que poderá ajudar a reconstruir a história da disseminação de variedades locais pela Europa
  • partilha de informação e práticas com outros participantes distribuídos por toda a Europa

3. Para contribuir para a partilha de sementes com outros participantes (seguindo todos os requisitos do tratado internacional sobre biodiversidade e recursos genéticos, promovendo a repartição de benefícios)

4. Para contribuir para o desenvolvimento de novas variedades através do cruzamento e seleção específica de variantes

5. Para, em última instância, contribuir para melhorar a biodiversidade da Europa e melhorar a nutrição através da promoção de dietas saudáveis que incluem leguminosas